Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com

*MEU PERFIL*

Image hosted by Photobucket.com
Nome: Nilceu Francisco
Signo: Câncer
Etnia: negra

Aniversário:11 de julho
Coisas que adoro: MPB, Rock, dormir, sexo, amigos, boa conversa, piadas, livros, cinema etc
Coisas das quais não gosto : melancolia; destruição, inveja.

Image hosted by Photobucket.com

Image hosted by Photobucket.com

ESCOLHA A SALA,
CLIQUE E NAVEGUE
Image hosted by Photobucket.com

Viva Santo Antônio ! Viva São João ! Viva São Pedro!

História Festas Juninas Norte e Nordeste Comes e Bebes

Milho & Delícias Fotos e Danças Culinária
ria

Músicas Os Caipiras Textos
Quadri
lhas

Brinca
deiras
Simpatias Causos

Fontes Mimos Juninos: Recebi Parin
tins

Forrobodó 2008 Antigo: 2007 Espaço Antigo





DIA DOS NAMORADOS :
CLIQUE NA IMAGEM
ABAIXO !
Image hosted by Photobucket.com

*LINK-ME*




Image hosted by Photobucket.com


Image hosted by Photobucket.com


*AWARD*

Image hosted by Photobucket.com



Image hosted by Photobucket.com
RECADINHOS Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Fogueira de São João/Juninas


Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com

 

HISTÓRICO

 

Image hosted by Photobucket.com

 



- 30/06/2013 a 06/07/2013
- 15/07/2012 a 21/07/2012
- 10/06/2012 a 16/06/2012
- 27/05/2012 a 02/06/2012
- 26/06/2011 a 02/07/2011
- 19/06/2011 a 25/06/2011
- 22/05/2011 a 28/05/2011
- 27/06/2010 a 03/07/2010
- 13/06/2010 a 19/06/2010
- 06/06/2010 a 12/06/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009


Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com

 

LINKS

 

Image hosted by Photobucket.com

 

Meus Links:

APEOESP
Banco Bradesco
Banco Brasil
Banco Itaú
Banco N. Caixa
BOL
EPTV
GLOBO
Secr. Educação
TERRA
UAI
UOL

Image hosted by Photobucket.com
Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com contador gratis
contador gratis outils webmaster
contador gratis Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com Image hosted by Photobucket.com

Créditos 

BY NILCEU

Image hosted by Photobucket.com


FESTIVAL DE PARINTINS:

 


2014 - GARANTIDO

2013 - GARANTIDO

2012 -  CAPRICHOSO

2011 -  GARANTIDO

2010 -  CAPRICHOSO

ANOVENCEDOR
2009Boi Garantido
2008Boi Caprichoso
2007Boi Caprichoso
2006Boi Garantido
2005Boi Garantido
2004Boi Garantido
2003Boi Caprichoso
2002Boi Garantido
2001Boi Garantido
2000Boi Caprichoso/Boi Garantido (empate)
1999Boi Garantido
1998Boi Caprichoso
1997Boi Garantido
1996Boi Caprichoso
1995Boi Caprichoso
1994Boi Caprichoso
1993Boi Garantido
1992Boi Caprichoso
1991Boi Garantido
1990Boi Caprichoso
1989Boi Garantido
1988Boi Garantido
1987Boi Caprichoso
1986Boi Garantido
1985Boi Caprichoso
1984Boi Garantido
1983Boi Garantido
1982Boi Garantido
1981Boi Garantido
1980Boi Garantido
1979Boi Caprichoso
1978Boi Garantido
1977Boi Garantido
1976Boi Caprichoso
1975Boi Garantido
1974Boi Caprichoso
1973Boi Garantido
1972Boi Caprichoso
1971Boi Garantido
1970Boi Garantido
1969Boi Caprichoso
1968Boi Garantido
1967Boi Garantido
1966Boi Garantido


Total:Boi Garantido: 30
Total:Boi Caprichoso: 17
Empates:1

 



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


GARANTIDO LEVA 29º TÍTULO  NO FESTIVAL DE PARINTINS
=====
Eles saíram do Bumbódromo em carreata até a Cidade Garantido.
Garantido conseguiu superar problemas com alegorias para vencer.

 



Após o 48º Festival Folclórico de Parintins, a 369 quilômetros de Manaus, consagrar o Garantido como vencedor, brincantes do Boi saíram em carreata do Bumbódromo até chega à Cidade Garantido, localizada na 'Baixa do São José. No percurso, eles passaram em um terreiro para agradecer. Em frente à Igreja de São José, a carreata inteira ficou em silêncio em sinal de respeito. Veja fotos da comemoração.
Participaram da passeata, o levantador de toadas do boi vemelho, Sebastião Júnior, o apresentador Israel Paulain e o presidente do bumbá,Telo Pinto.
O Garantido superou os incidentes durante as três noites de apresentação no 48º Festival Folclórico de Parintins e se sagrou campeão pela 29ª vez na história, se consolidando como o maior campeão da disputa. Com o tema "Garantido, o boi do centenário", a agremiação exaltou as raízes, na Baixa do São José, o fundador Lindolfo Monteverde e a tradição construída na arena ao longo de um século.
Vindos dos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte, os jurados deram um susto nos torcedores do boi vermelho e branco, pois, na primeira noite, o Caprichoso (419,5 pontos) saiu três décimos a frente do Garantido (419,2 pontos). Já na segunda noite de apresentações, o bumbá vermelho ganhou por cinco décimos (419,9). Na noite de encerramento da festa, o boi da "Baixa do São José" levou 420 pontos contra 419,6 do Caprichoso.



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Caprichoso vence o 47º Festival Parintins




Após fazer três belas apresentações, o Caprichoso consagrou-se campeão do 47º Festival Folclórico de Parintins, cujo encerramento aconteceu na madrugada desta segunda-feira, dia 2.

Segundo a votação dos jurados que avaliaram os itens mostrados na arena do bumbódromo, o boi azul fez uma pontuação final de 1.258,9, enquanto o Garantido alcançou 1.257,1 pontos.

Além do título, o Caprichoso, cujo tema neste ano foi “Viva a Cultura Popular”, também venceu no quesito galera, quebrando uma hegemonia de 12 anos de vitórias consecutivas do contrário no item.

Na primeira noite do festival, um dos grandes destaques do boi de Roque Cid foi a entrada da sinhazinha Thainá Valente na arena, que surgiu de dentro de uma colossal escultura do cantor Luiz Gonzaga, vestida como boneca. Jeane Benoliel, que substituiu Karyne Medeiros como porta-estandarte na última hora, também brilhou na arena, onde não representava um item há oito anos.

Já em sua segunda apresentação, o Azul encantou com suas alegorias, especialmente com aquela que representava a lenda amazônica do Morceganjo, ser fantástico que foi combatido de maneira espetacular pela cunhã-poranga Maria Azedo e o pajé Waldir Santana.

No encerramento, o espetáculo do Caprichoso teve menos alegorias, mas contou com muitos momentos marcantes, entre eles a entrada de David Assayag na arena. Sem o acompanhamento da Marujada de Guerra, o levantador tocou violão e cantou a toada “Meu Amor é Caprichoso”, que emocionou a galera azul.

Tabela dos últimos vencedores:

2012 -  CAPRICHOSO

2011 -  GARANTIDO

2010 -  CAPRICHOSO

ANOVENCEDOR
2009Boi Garantido
2008Boi Caprichoso
2007Boi Caprichoso
2006Boi Garantido
2005Boi Garantido
2004Boi Garantido
2003Boi Caprichoso
2002Boi Garantido
2001Boi Garantido
2000Boi Caprichoso/Boi Garantido (empate)
1999Boi Garantido
1998Boi Caprichoso
1997Boi Garantido
1996Boi Caprichoso
1995Boi Caprichoso
1994Boi Caprichoso
1993Boi Garantido
1992Boi Caprichoso
1991Boi Garantido
1990Boi Caprichoso
1989Boi Garantido
1988Boi Garantido
1987Boi Caprichoso
1986Boi Garantido
1985Boi Caprichoso
1984Boi Garantido
1983Boi Garantido
1982Boi Garantido
1981Boi Garantido
1980Boi Garantido
1979Boi Caprichoso
1978Boi Garantido
1977Boi Garantido
1976Boi Caprichoso
1975Boi Garantido
1974Boi Caprichoso
1973Boi Garantido
1972Boi Caprichoso
1971Boi Garantido
1970Boi Garantido
1969Boi Caprichoso
1968Boi Garantido
1967Boi Garantido
1966Boi Garantido


Total:Boi Garantido: 29
Total:Boi Caprichoso: 17
Empates:1

 



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Quentão
(Rendimento: 8 porções Tempo de preparo: 40 minutos)




Ingredientes


 600 ml de cachaça
 600 ml de água
 1 xícara (chá) de açúcar
 Cascas de duas laranjas
 Casca de um limão
 50 g de gengibre em pedaços pequenos
 1 colher (chá) de cravo-da-índia
 1 pau de canela

Modo de preparo


1.Em uma panela grande, coloque o açúcar, as cascas de laranja e limão, o gengibre, o cravo e a canela.
2. Quando o açúcar estiver derretendo, adicione a cachaça e a água, deixando cozinhar por mais ou menos 25 minutos em fogo médio. Mantenha em fogo baixo após o preparo e sirva sempre bem quente.



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Bolo de fubá com erva-doce
(Rendimento: 15 porções Tempo de preparo: 40 minutos)



Ingredientes


 3 ovos inteiros
 1 xícara (chá) de leite desnatado
 1/2 xícara (chá) de óleo
 1 xícara (chá) de fubá branco
 1 xícara (chá) de farinha de trigo
 1 colher (sopa) de fermento químico
 2 xícaras (chá) de açúcar
 1 colher (chá) de erva-doce


Modo de preparo


1. Bata no liquidificador os ovos, o leite e, por último, o óleo.
2. Junte o fubá, a farinha e o açúcar.
3. Por último, vá misturando levemente com uma colher a erva-doce e o fermento.
4.
Coloque em uma forma.
5.
Leve ao forno a 160° C por cerca de 30 minutos ou até que a massa fique bem seca e macia



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Cuscuz de legumes
(Rendimento: 15 porções Tempo de preparo: 30 minutos)
 

Ingredientes


 2 colheres (sopa) de óleo
 1 cebola média picada
 5 tomates picados
 1/2 xícara (chá) de vagens picadas
 1 lata de milho
 1/2 pimentão vermelho e 1/2 pimentão verde picados
 2 xícaras (chá) de água
 1/3 de xícara (chá) de azeitonas pretas picadas
 1/2 lata de palmito picado
 1/2 lata de ervilha
 2 xícaras (chá) de farinha de milho
 1 colher (sopa) de farinha de mandioca
 Salsa e sal a gosto

Modo de preparo


1. Decore uma forma redonda com buraco no meio com azeitonas, fatias de tomate e palmito.
2.Numa panela, refogue a cebola no óleo. Acrescente os tomates e deixe ferver. Junte o milho, as vagens, os pimentões e o sal.
3. Acrescente a água e deixe cozinhar.
4.
Coloque a salsa, as azeitonas, o palmito e as ervilhas. Acrescente as farinhas, mexendo até virar
um angu. Despeje na forma e aperte bem.



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Músicas para festas juninas

Escolha a trilha sonora

 

Um dos aspectos mais importantes das festas juninas é a trilha sonora. Dentre a rica diversidade musical e rítmica do Brasil, o forró é o gênero musical que se tornou tradição nas festas juninas.

Conheça mais sobre esse ritmo genuinamente brasileiro e veja algumas músicas que costumam colocar todo mundo para dançar.

O termo forró tem origem africana e inicialmente era utilizado para designar apenas uma festa na qual se dançava arrastando os pés. Porém, dado o fascínio que o ritmo exercia sobre aqueles que o dançavam, a palavra forró fundiu-se ao significado de um gênero musical perfeito para as danças festivas dessa época do ano.

O ritmo é o mais popular no Nordeste e a dança é executada com maior rapidez e sensualidade, mas no mês de junho, anima quadrilhas por todo o país. Os mestres do forró Luiz Gonzaga e Dominguinhos, não podem faltar nas festas. Afinal é difícil ficar parado ao som de clássicos como: "Asa Branca", "Eu só quero um xodó" e "Xote das meninas".

Para animar os casais dançantes, vale ainda colocar: "ABC do sertão" e "Forró no escuro", ambas de Luiz Gonzaga.



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Decore sua festa junina
==

 


Cubra a mesa maior (ou algumas mesas menores) com tecido de juta , que além de dar o ar rústico ao ambiente, por possuir uma cor neutra, não compete com as bandeirinhas. Use cestas de vime para separar os quitutes e coloque plaquinhas feitas em cartolina com palito de picolé indicando os nomes das guloseimas típicas.
=
Espiga de milho
=
As gamelas são espécies de tigelas feitas em madeira. Por serem rústicas, encaixam-se muito bem nas decorações das festas juninas. Encha uma ou duas gamelas com milho verde sem descascá-lo. Para o milho ficar mais charmoso, descasque apenas a ponta de algumas espiga .

Você pode colocar as gamelas em cantos estratégicos da festa. Se não tiver gamelas, coloque como ilustrado acima que também fica simpático. O importante é que fique caracterizado o espírito da festa.

Se você tiver uma panela de ferro em casa, pode transformá-la num bonito arranjo ao enchê-la com ovos caipiras.

Que tal fazer uma brincadeira com seus amigos solteiros ? Veja as orações e simpatias para Santo Antônio.

As crianças vão adorar ganhar chapéus de palha e biribinhas na entrada da festa. Para elas também vale colar figuras de pássaros, galinhas e vaquinhas nas paredes. Desenhos de espantalhos e fogueiras podem substituir esses elementos quando o espaço for menor.

Decore a sua festa junina com frutas como goiabas, laranjas e mexericas, faça arranjos com abóboras, tomates e pimentões. Esses elementos naturais do campo dão mais charme à decoração da festa junina.



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Ideias para a decoração da sua festa junina
=
Organize a decoração do arraial


Organizar uma festa junina em casa é trazer um pouco da vida no campo para a nossa rotina . Pensar assim torna mais fácil planejar a decoração de acordo com as características dessa festa caipira.

A intenção é enfatizar a simplicidade da roça e para isso basta deixar a imaginação fluir e fazer tudo com capricho e esmero. Veja algumas ideias simples e charmosas para a decoração da sua festa junina.
=
Bolos na mesa
=
Para festas juninas organizadas em grandes espaços, existem empresas especializadas no aluguel das barraquinhas que servirão as comidas e bebidas da festa ou onde serão realizados os jogos e brincadeiras.

No caso de festas em espaços reduzidos, a dica é dividir os ambientes como se fossem balcões . Use mesas menores para separar as brincadeiras e uma mesa maior para acomodar os comes e bebes.
=
Bandeirinhas coloridas
=
As bandeirinhas podem ser feitas com papel seda colorido ou com revistas e jornais velhos. Recorte um retângulo com 7 cm de largura e 10 cm de comprimento . Depois, basta recortar um triângulo na base do retângulo.

Convide a família para recortar as bandeirinhas, pois quanto mais bandeirinhas, mais colorida ficará a decoração. Depois é só usar um barbante para pendurá-las e suspendê-lo de maneira que cubra grande parte do teto do ambiente. Você também pode acrescentar balões feitos de papel para completar a decoração.


Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


29  DE  JUNHO

VIVA, SÃO PEDRO ! VIVA, SÃO PAULO!

Principais líderes da Igreja Católica, ambos os santos conviveram com Cristo. Paulo tinha como nome de batismo Saúl e era natural de Tarso. Foi educado para ser um fariseu e perseguiu e matou diversos Cristãos. Converteu-se após ter uma visão de Cristo Ressuscitado lhe chamando para ser um dos apóstolos. Foi missionário e doutrinador e também foi perseguido e martirizado, morrendo decapitado.Ore para ele:

”Ó São Paulo, vós que cumprindo a vontade de Deus, manifestada por vozes de anjos, de espada em punho vos lançastes à luta por Deus e pelo povo Hebreu e Gentio, ajudai-me a perceber no meu íntimo, as aspirações de Deus. Com o auxílio da vossa espada, fazei recuar os meus inimigos que atentam contra a minha fé e a minha pátria.  São Paulo, ajudai-me a vencer as dificuldades no lar, no emprego, no estudo e na vida diária. Que nem opressões, nem ameaças e nem processos me obriguem a recuar, quando estou com a razão e a verdade. São Paulo, iluminai-me, guiai-me, fortalecei-me e defendei-me. Amém.”

São Pedro, o guardião das portas do céu, tinha como nome de batismo Simão e era irmão do apóstolo André. Vivia uma vida desregrada e dizem que tinha gênio forte. Pescador, foi chamado por Jesus para ser um de seus apóstolos e abandonou sua família para seguir Cristo, de quem recebeu o nome Pedro. Fraco na fé, chegou a negar Cristo três vezes durante seu calvário. Foi testemunha da Ressurreição e passou a pregar com mais fé e ardor, sendo considerado o primeiro Papa. Perseguido por sua crença, foi crucificado de cabeça para baixo, a seu próprio pedido, pois dizia não ser digno de morrer como Jesus. Peça sua ajuda:

”Gloriosíssimo São Pedro, creio que vós sois o fundamento da igreja, o pastor universal de todos os fiéis, o depositário das chaves do céu, o verdadeiro vigário de Jesus Cristo; e eu me glorio de ser vossa ovelha, vosso súdito e filho. Uma graça vos peço com toda a minha alma: guardai-me sempre unido a vós e fazei que antes me seja arrancado do peito o coração do que o amor e plena submissão que vos devo nos vossos sucessores, os Pontífices Romanos. Viva e morra como filho vosso e filho da Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana. Assim seja.”

 



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


GARANTIDO FICA COM O TÍTULO DA 46ª

EDIÇÃO DO FESTIVAL DE  PARINTINS

 

Nesta segunda-feira, dia 27, o Boi Bumbá Garantido foi eleito o campeão do 46º Festival de Parintins.

O grupo entrou no Bumbódromo com o tema "Miscigenação" e conquistou os jurados numa disputa acirrada: 1.258,8 pontos contra 1.258,6 do Caprichoso, ou seja, apenas dois décimos de diferença.

O Vermelho derrotou o Azul em quesitos como coreografia e música.

Centenas de torcedores fazem festa na Arena do Bumbódromo e nas ruas de Parintins, mas a festa da vitória será realizada somente no sábado, dia 2.

No site oficial do Garantido, o presidente Telo Pinto comemorou o resultado. "É uma vitória de superação e de muita garra”, disse ele parabenizando os torcedores apaixonados que passaram muita energia positiva durante todo o evento.

O dia da apuração

O Festival Folclórico de Parintins acabou na noite deste domingo, dia 26. Com o fim da festa, os turistas foram embora, mas uma pequena multidão voltou ao Bumbódromo da cidade na tarde desta segunda-feira para acompanhar a apuração dos votos e conhecer o novo vencedor da disputa entre os bois.


No grande palco da festa, a galera de ambos os lados não lotou a arquibancada, mas vibrou muito com cada nota alta recebida, ou com os décimos perdidos pelo contrário, como o adversário é chamado.

Lá pelas tantas, surgiu um incauto vestido com uma camiseta vermelha na parte reservada ao Caprichoso. Os torcedores do Azul entoaram um “tira, tira” e o rapaz atendeu prontamente.

Depois, a peça de roupa da discórdia começou a passar de mão em mão, mas um policial pegou a camiseta e acabou com a confusão.

Na sala de imprensa onde a apuração estava sendo realizada, o clima abafado se tornava ainda mais pesado com a tensão da diretoria dos dois bois e a discussão sobre as notas.

Perto do final da apuração, o Garantido, que até então estava pouco atrás, começou a virar e conquistou seu 28º título para a felicidade da Nação Vermelho e Branca.

Tabela dos últimos vencedores:

2011 -  GARANTIDO

2010 -  CAPRICHOSO

ANOVENCEDOR
2009Boi Garantido
2008Boi Caprichoso
2007Boi Caprichoso
2006Boi Garantido
2005Boi Garantido
2004Boi Garantido
2003Boi Caprichoso
2002Boi Garantido
2001Boi Garantido
2000Boi Caprichoso/Boi Garantido (empate)
1999Boi Garantido
1998Boi Caprichoso
1997Boi Garantido
1996Boi Caprichoso
1995Boi Caprichoso
1994Boi Caprichoso
1993Boi Garantido
1992Boi Caprichoso
1991Boi Garantido
1990Boi Caprichoso
1989Boi Garantido
1988Boi Garantido
1987Boi Caprichoso
1986Boi Garantido
1985Boi Caprichoso
1984Boi Garantido
1983Boi Garantido
1982Boi Garantido
1981Boi Garantido
1980Boi Garantido
1979Boi Caprichoso
1978Boi Garantido
1977Boi Garantido
1976Boi Caprichoso
1975Boi Garantido
1974Boi Caprichoso
1973Boi Garantido
1972Boi Caprichoso
1971Boi Garantido
1970Boi Garantido
1969Boi Caprichoso
1968Boi Garantido
1967Boi Garantido
1966Boi Garantido

Total:Boi Garantido: 27
Total:Boi Caprichoso: 16
Empates:1

 

 

 

BAND



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


PAMONHAS, PAMONHAS, PAMONHAS.....

Replico aqui a versão na íntegra deste, digamos, pequeno manifesto em defesa da pamonha. Aí vai…
 
Quem nunca ouviu a chamada “Pamonhas, pamonhas, pamonhas. Pamonhas, pamonhas fresquinhas, pamonhas de Piracicaba…”? A gente tenta fugir de alguns “mantras”, mas eles sempre reaparecem quando a gente menos espera.
 
E esse clássico da venda porta a porta apareceu de novo na minha cabeça (e não está querendo sair) há umas semanas, quando fui parar em Patos de Minas, cidade a 400 e poucos quilômetros de Belo Horizonte. Foi nessa viagem que redescobri um dos tesouros da culinária brasileira: ela mesma, a pamonha.
 
Aparentemente simplória, ela detém recortes antropológicos: é um elo ancestral com as culturas indígenas, raízes do nosso Brasil. Não surgiu das cumbucas portuguesas nem dos botequins. Ela vem das tabas, ocas e malocas. Pamonha significa ‘pegajoso’ em tupi (talvez agora você finalmente descobriu porque aquele tio chato é chamado assim). A única modernidade em seu design é o acréscimo do elástico que mantém as palhas dobradas, o que não é motivo de orgulho, já que as cozinheiras antigas usavam fios da palha do milho.
 
Mas pra mim tudo parece meio que misterioso na feitura da pamonha. Como a massa não vaza no cozimento? Podemos usar folha de bananeira, como no abará baiano? Sim. Quem inventou aquele design tão compacto? Na internet, existem dezenas de sites e vídeos que ensinam a preparar a pamonha. Os cozinheiros pouco experientes jamais acertariam o ponto e a amarração das palhas. Vamos combinar: melhor comprar a pamonha pronta.
 
Alguns mercados vendem, algumas tiazinhas fazem por encomenda. E que tal incentivar a venda da pamonha? Tem uma jovem chefe que declara na internet: “Pamonha é chique”. Certíssima.
 
E lá em Patos de Minas existe a pamonharia mais bem-sucedida que já vi. Fica no km 9,5 da BR-354. Seu dono, o pamonheiro Agnaldo Alves Ribeiro, também vende curaus, canjicas, bolachas e doces feitos com milho. Lugar feito pra louvar o milho. Fiquei sabendo que dá pra rechear pamonha com linguiça, guariroba e até com jiló (chamada de pamonha goiana).
 
Depois ainda vi na Wikipedia um texto em inglês que explica tudo, traduzindo até a gravação original que saía dos autofalantes dos carros que distribuíam a famosa “pamonha de Piracicaba”. Afinal, pamonha é cultura, e é uma delícia. É o puro creme do milho verde!

 

Fonte: esta



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


   FESTIVAL  PARINTINS COMEÇA DIA

          24-06-2011  ÀS 22H00

A TV  BANDEIRANTES  VAI TRANSMITIR

                     AO VIVO!

        

         SÃO 3 DIAS  DE  FESTAS !



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Piçanã, o destemido tripa de boi do Garantido

 
 
Denildo José Matos Ribeiro, 39 anos, já caiu vestido de boi de uma altura de 15 metros e não morreu. Incorporando o símbolo máximo do Garantido, Piçanã, como é chamado desde criança, faria tudo de novo e até mais.
 
“Se acontecer algo comigo embaixo desse boi, tudo bem. Vão falar de mim por muito tempo. É uma honra porque eu represento uma nação”, diz exibindo a tatuagem da paixão no braço.
 

O tripa de boi vermelho, como reza a tradição, não apenas interpreta o animal em toda a sua glória, mas também constrói a fantasia. “O mestre Jair Mendes me ensinou tudo e me disse, ‘você não tem só que dançar. Se eu construir o boi para você não vai dar certo’”, lembra.
 

Piçanã tem verdadeira devoção por Jair, atualmente no ‘contrário’, o adversário Caprichoso. “Ele é eterno no boi, foi o criador do ‘boi biônico’”. É que até então a fantasia não mexia nenhuma das partes.
 

Hoje, o boi vermelho é formado por 24 peças e mexe o rabo, a orelha, a cabeça e abre a boca (com dentes do animal de verdade). Efeitos especiais incluem um coração que pisca na testa e a fumaça de talco que solta das ventas.
 
Piçanã foi além de seu mestre e reduziu o peso da estrutura de 50 kg para 12 kg usando fibra de vidro. Hoje ele fabrica seis unidades por festival, duas para cada dia, já que há momentos em que o boi surge no alto de uma alegoria e minutos depois no chão.
 

Além disso, a cor branca mancha muito, ao contrário do equivalente Caprichoso. “O preto quanto mais suja melhor”, analisa.
 
Mas é na dança onde Piçanã acredita estar sua verdadeira força. “Escuto muito a minha música e viajo. Apelidei um passo de batida do pênalti, só eu sei fazer”, gaba-se. “Já vi outros tentarem e caírem de bunda”.
 
Apesar do peso reduzido do boi, ele usa de três a quatro calças por noite e fica seis quilos mais magro quando tudo acaba. “Esse corpo aqui peguei para perder no dia”, afirma apontando para a barriguinha proeminente.
 

O tripa é o retrato de uma existência dedicada a um ideal. “Ninguém pode perder sem dar vida, sem dar alma. A gente é como guerreiro da selva, pronto para a batalha”. Piçanã fala sério.
 
Roberto Saraiva/
BAND



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]


Boi de Rua faz entender como começou a magia do Festival de Parintins

 

 


Na noite deste sábado, dia 18, tive uma experiência única ao participar do Boi de Rua do Caprichoso, junto com uma multidão de torcedores vestidos de azul, retrato perfeito do refrão “Vai estrondar este lugar/ Somos um rio a transbordar/ De emoção/Numa enchente de amor”, presente em uma das músicas o festival deste ano.
 
Saí do hotel onde estamos hospedados em direção a Boca da Francesa, área ligada às raízes do Caprichoso, lá pelas 20h30 e pouco depois estava em meio aos brincantes, que aguardavam o início do trajeto, cujo término fica no centro, na catedral de Nossa Senhora do Carmo.
 
A manifestação folclórica, também realizada pelo Garantido, é a mais tradicional da cidade e preserva as origens da festa, quando os bois, que no início do século 20 eram mais de dois, saíam às ruas com grupos que não chegavam a uma centena de pessoas.
 

Logo de cara, ao me misturar à galera – como aqui é chamada a torcida – , percebi duas coisas: praticamente não havia turistas e parintinenses de todas as idades, desde crianças de colo até senhores e senhoras cantavam animados.
 
Gente como o advogado Narciso Picanço, de 62 anos, que com vários amigos formava o grupo de carregadores de poronga, uma espécie de lamparina com três chamas. Conhecedor profundo da história do Boi de Rua, ele me explicou que era assim que se iluminava a brincadeira antigamente e que participava da festa desta maneira para lembrar o passado.
 

Conversei também com Felipe Sicsu, 26 anos, que toca surdo na Marujada de Guerra, nome do grupo de percussão do Caprichoso. Com seu instrumento ainda no chão, ele também destacou o caráter tradicional da manifestação. “Gosto porque retrata a história”, respondeu-me depois que perguntei a ele sobre o que mais gostava.
 
O boi preto com a estrela na testa, claro, também estava ali e era o centro das atenções, já que todos queriam posar ao seu lado. Perto dele Markinhos, artista que confecciona e manipula a representação do animal, aguardava o momento de dar vida ao símbolo do Caprichoso.
 

Continuei a andar entre a galera até chegar ao início da enorme fila de brincantes onde estava a torcida oficial Raça Azul, formada por jovens, na maior parte adolescentes, organizados como um pelotão.
 
Começou então a primeira toada, interpretada pelos cantores sobre o trio elétrico que acompanhava os pedestres. Foi o sinal para que o pelotão virasse uma massa de braços e pernas dançantes, agitados em coreografia sob o ritmo da música.
 

E assim partiu a festa. No caminho, o boi parava em frente a algumas casas, sinalizadas com uma fogueira na porta, e era reverenciado pelos moradores de maneira comovente, que abraçavam, beijavam e acariciavam a mítica figura.
 

Sem dúvida é o momento mais bonito do Boi de Rua, no qual se percebe nitidamente todo o carinho – muitas vezes devoção – que o povo de Parintins tem por ele.
 
Em um dos endereços, parei para trocar algumas palavras com Odinéia Andrade, de 70 anos, “do Caprichoso desde que se entende por gente”. Cercada pelos netos, genro e amigas, ela me contou que participou ativamente do que hoje se transformou o Festival Folclórico.
 
Emocionada com a visita ilustre, Odinéia poetizou a o trajeto do Azul através da cidade. “Parece que o céu se prolonga para enfeitar as ruas”, disse.
 

Segui o encantamento dos brincantes ainda por algum tempo, mas sabendo que a festa continuaria madrugada adentro e trazido de volta à realidade pelo meu estômago, que reclamava o jantar, decidi deixar, com um certo pesar, o Boi de Rua e toda sua música, energia e alegria, que fazem entender onde nasceu a magia do Festival de Parintins.
 
Rodolfo Bartolini/BAND



Editado por Nilceu

Haloscan:

Zip Net: [ ]

[ envie esta mensagem ]